Outros

Abelhas

 

As abelhas são insetos que ajudam na polinização das plantas, fazem o mel e também o própolis. Portanto inúmeros são os benefícios destes insetos.
Mas, e se elas estão em uma árvore na cidade onde circulam crianças e idosos principalmente?
Há ainda as pessoas que podem morrer com uma picada de abelha pois são alérgicas. Neste caso, a colméia precisa ser removida do local.
Vespas

 

As vespas são insetos parecidos com as abelhas, porém possui o corpo mais alongado.
Uma picada de vespa é extremamente dolorida e pode ser muito perigosa. Uma pessoa alérgica pode ter várias complicações e até mesmo morrer caso seja picada por uma vespa. 
Pombos

 

A pomba comum em praças das cidades é conhecida também como Columbia livia.
Não é nativa do Brasil. Foi introduzida como animal de estimação no século XVI. A adaptação foi rápida pois as pessoas gostam de dar comida e várias construções servem de abrigo.
As fezes e penas destes animais podem transmitir várias doenças, como:Criptococose, histoplasmose, ornitose, salmonelose, encefalite, dermatites, alergias respiratórias, doença de Newcastle, aspergilose e tuberculose aviária são alguns exemplos
Deve-se tomar o cuidado quando for necessário realizar a limpeza das fezes destes animais, utilizando máscara, luvas, botas. Lembrando-se de umedecer o local antes de começar a limpeza.
Morcegos

 

São animais Protegidos por Lei

Os morcegos são animais silvestres protegidos pela Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1.998 - Lei de Crimes Ambientais cap. V, art. 32

“Praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.
Pena – detenção de três meses a um ano e multa”.
Audição – É o sentido mais desenvolvido.  O morcego tem um mecanismo de localização chamado: Ecolocalização, funcionando como um sonar.
Existem várias esécies de morcegos, porém somente 3 são hematófagas (se alimentam de sangue).
A espécie que se alimenta de sangue de mamíferos é o Desmodus rotundus (imagem abaixo)

Hábitos e Abrigos

 

O morcego tem hábitos noturnos e à noite saem para se alimentar e se acasalar. Dormem de cabeça para baixo, com as asas recobrindo o seu corpo.

Na área rural são cavernas, pedreiras ou minas abandonadas, folhagens, troncos de árvores.

MANEJO:

O quê fazemos quando temos um chamado de morcegos:

Fazemos uma vistoria do local:

entradas possíveis,

necessidade de limpeza do local,

verificação se há filhotes

etc.

Mandarová ou mandruvá

 

A lagarta das plamáceas ou Brassolis sophorae também conhecidas como mandaroá ou mandruvá. 
As mariposas tem coloraração parda amarronzada e uma faixa amarelo=alaranjada nas asas. 
Na fase de larva ou lagarta, vivem na parte aérea das palmeiras.
Durante o dia permanecem no ninho que é feito em forma de folhas dobradas juntando se formando um saco.
 
De noite saem em fila indiana para se alimentar das folhas. Elas aparecem normalmente no verão, quando as temperaturas estão altas.
Causam danos às folhagens chegando a deixar a palmeira completamente sem folhas.
Algumas pessoas possuem fobia à esta lagarta, chegando a passar mal quando elas adentram nas casas.
A fase de ovo dura de 20 a 25 dias. A fase de lagarta de 50 a 80 dia e a pupa de 11 a 15 dias. O número de ovos por fêmea é em torno de 100. A temperatura ideal é acima de 30º C. 
Dados: Livro Pragas Urbanas de Homrich, A. C.
Lacraias

 

As lacraias também conhecidas como "centopéias", são animais caçadores noturnos muito rápidos e têm o corpo adaptado para penetrar em frestas, onde se escondem durante o dia. Podem medir até 23cm e se alimentam de insetos, lagartixas, camundongos e até filhotes de pássaros.
Têm o corpo formado por 21 segmentos, cada um com um par de patas pontiagudas. Em sua cabeça situam-se duas antenas e olhos. Embaixo dela ficam os ferrões venenosos que funcionam como pinças. O último par de patas não serve para locomoção, e sim como órgão sensorial e de captura de alimentos. Quando esse órgão pressente ou toca em uma presa, a segura com força e todo corpo da lacraia se dobra para trás. Aí, então, ela injeta o veneno que paralisará ou matará a presa, que depois será ingerida aos pedaços.

Licença Ambiental nº 190071 Licença Sanitária nº 121/2019

Central de Atendimento
43.3472.9275
43.99868.5069