Desinsetização x Dedetização

 

Antigamente chamada de Dedetização, pois se usava o DDT (diclorodifeniltricloroetano), um produto altamente tóxico utilizado até 1985 e proibido em 2009, através da Lei 11.936 de 14 de maio de 2.009.

Atualmente, o termo correto é desinsetização, que é o controle dos insetos.

 

Para controlar os insetos utiliza-se os produtos chamados inseticidas, podendo ser de dois tipos: de contato ou com residual.

Os inseticidas de contato, também chamado de knock-down, agem sobre o inseto produzindo um efeito de choque, eliminando o inseto por contato.

Os inseticidas com residual, tem um efeito de duração de vários dias, dependendo do produto até semanas. Quando os insetos entram em contato com o produto, vão para as colônias contaminando os demais insetos, levando-os à morte.

Os diferentes tipos de inseticidas possuem ainda o poder desalojante, que faz com que os insetos saiam de seus esconderijos.

 

Para realizarmos o controle de insetos vários fatores são observados:

  • Nível de infestação das pragas urbanas;

  • Conhecimento da espécie ou espécies que infestaram o ambiente, sua biologia e comportamento;

  • A escolha da técnica a ser utlizada: equipamento, bico, vazão, etc.

  • O inseticida, ou seja o grupo químico, princípio ativo e principalmente a formulação do inseticida ideal para esta infestação. 

  • Entre outros.

 

Licença Ambiental nº 190071 Licença Sanitária nº 121/2019

Central de Atendimento
43.3472.9275
43.99868.5069